EchoSound.

Tecnologia de ecografia para diagnóstico de osteoporose baseado no novo método patenteado R.E.M.S. (Multi Espectrometria de Radiofrequência Ecográfica)

R.E.M.S. representa uma inovadora solução para o diagnóstico da osteoporose, o qual explora integralmente todos os recursos presentes no sinal de radiofrequência (RF) não processado adquirido durante uma varredura ecográfica nos sítios axiais para determinação do estado da arquitetura óssea interna.

Tecnologia de última geração.

A varredura ecográfica é realizada pelo dispositivo EchoS, equipado com um transdutor convexo que opera a 3,5MHz, permitindo simultaneamente a aquisição de imagens convencionais modo B e o correspondente sinal RF bruto.

A varredura dura aproximadamente um minuto. O nosso método é baseado na concepção de que o sinal RF, adquirido durante a varredura ecográfica, pode ser utilizado para determinar a condição de saúde do osso, através de comparações avançadas com modelos espectrais de referência previamente derivados das possíveis condições patológicas ou normais.

As regiões de interesse (ROI) para os cálculos do diagnóstico dentro da investigação óssea são identificadas automaticamente explorando tanto detalhes morfológicos quanto características espectrais de RF. A aquisição simultânea de diversas linhas de varredura de RF em cada quadro de imagem proporciona uma sólida e confiável base estatística para a análise espectral subsequente.

A análise de dados inclui o cálculo do “Osteoporosis Score” (O. S.) e “Fragility Score”, baseados na correlação entre a frequência espectral adquirida de sinal de RF e os modelos de referências apropriados de ossos osteoporóticos e frágeis, respectivamente. A densidade mineral óssea (DMO), T-Score e Z-Score são derivados através do valor O.S.

Investigação Diagnóstica.

Para realizar a investigação diagnóstica, o operador deve primeiramente visualizar a interface alvo (i. e. vértebra lombar L1 ou fêmur proximal) e definir a profundidade e foco da imagem, para assim posicionar a interface alvo no centro da imagem em correspondência ao foco.

Posteriormente, a aquisição de ultrassom assistido com o software se inicia. Durante a varredura o algoritmo detecta automaticamente a interface do osso (linhas vermelhas) e calcula as regiões de interesse para análise dos dados (áreas verdes). O processamento automático dos dados então é iniciado, incluindo análise do sinal RF e comparação espectral com modelos de referência para cálculo de parâmetros de diagnóstico e confecção do laudo médico final.

Independente do operador.

Identificação do volume ósseo completamente automática.

A característica peculiar do método R.E.M.S. é a exploração do sinal de RF adquirido durante a varredura ecográfica da estrutura óssea para determinar a arquitetura interna através de comparações detalhadas com modelos espectrais de referência.

Outra importante característica da tecnologia é sua completa automatização, que reduz a um mínimo a dependência de um operador experiente. De fato, o algoritmo identifica e descarta automaticamente aquisições com ruído e artefatos, garantindo uma avaliação realizada apenas nos conjuntos de dados de ultrassom que alcançam uma qualidade mínima definida.

Densidade óssea e qualidade óssea.

EchoS fornece dois novos parâmetros numéricos: “Osteoporosis Score”, o qual correlaciona diretamente valores de DMO (em g/cm²) com avaliações realizadas com DXA (DMO; T-Score; Z-Score), e o “Fragility Score” (será lançado em breve), que estima independentemente a fragilidade óssea e risco de fratura.

O laudo médico contem todos os parâmetros comuns para o diagnóstico de osteoporose e cada paciente pode ser examinado em menos de dois minutos, garantindo a conformidade do protocolo com as restrições de tempo da rotina clínica.

O novo estado da arte.

Devido sua precisão e completa ausência de radiação ionizante, este método pode ser implementado efetivamente para o diagnóstico da osteoporose em estado inicial, tornando-se a densitometria óssea do futuro para o diagnóstico precoce da osteoporose.